O Grilo e a Formiga

Por Xico Branco

Uma formiguinha estava tentando transpor um galho que estava em seu caminho. Ela levava uma grande folha em sua boca. Depois de algumas tentativas, ela não conseguia, pois sempre que chegava na metade do galho, a folha pesava e ela caia de volta ao chão. Um grilo zombador, que estava observando, começou a tirar sarro da pequena formiga:

- É dona formiga, isso que dar ser pequena e ter pernas curtas. Veja minhas pernas, são longas e fortes e posso pular por cima desse galho de um pulo só.

- Sim seu grilo o senhor é grande e pula longe. Poderia me ajudar a levar essa folha para o outro lado. – Disse a pequena formiga.

- Que isso dona formiga. Cada um na sua. A senhora que se vire. – Disse o grilo cantarolando.

A formiguinha continuou tentando em vão, passar para o outro lado do galho. Como viu que não conseguiria, ela decidiu usar suas mandíbulas para cortar a folha ao meio e assim levar uma parte de cada vez. O grilo, observando a esperteza da formiga, decidiu zombar dela mais uma vez.

- Olhe formiga! Veja como eu pulo alto. – Disse isso e pulou para o outro lado do galho.

- Poxa seu grilo! Que belo pulo. – Falou a formiguinha admirada.

- Veja esse outro pulo! – Pulou ainda mais longe.

O grilo queria tirar a atenção da formiga de todo jeito e continuou pulando pra lá e pra cá. Num dos pulos ele se descuidou e caiu de mau jeito no chão.

- Ai, ai, ai! – Gritou o grilo desesperado. A formiga assustada com os gritos foi ver o que tinha acontecido.

- O que há seu grilo? – Perguntou ela

- Minha perna, acho que deslocou na queda. Me ajude!

A pequena formiga observou, observou; e com muito cuidado colocou o grilo em suas costas e o carregou até a casa de seu calango, que era um grande curandeiro.

Quando lá chegaram, o calango começou a colocar uma tala na perna do pobre grilo para ele poder andar novamente. Ele muito envergonhado, olhou para ambos e disse:

- Hoje eu aprendi uma grande lição de vida:

“Entender as dificuldades alheia é uma atitude mais esperta do que zombá-las!”

Uma historinha que parece boba num é mesmo? Mas se cada um de nós ajudar nosso irmão quando temos essa oportunidade, poderemos com pequenos gestos mudar o mundo!

One response to this post.

  1. Belíssima fábula!

    Gostei muito da moral da história! Parabéns pelo texto! “Vamo q Vamo”!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: