A um salto do desenvolvimento?

Por Leonardo Costa

Publicado Segunda-feira, 27 Dezembro, 2010 . 23:23

Esse texto estava no meu antigo blog e, em tempos em que se falou tanto na pujança da classe C, graças ao governo Lula, creio que vale a pena ler novamente esse texto.

A revista veja traz em sua edição nº 2054 uma reportagem sobre o aumento substancial da classe C, que nos últimos dois anos recebeu 20 milhões de pessoas e passou a representar 46% da população.

Este é um dado bastante animador, haja visto que em todas as nações desenvolvidas do mundo a classe média (C e B) são a parcela dominante da população. Entretanto, há que se analisar a conclusão da revista de que o Brasil está a apenas um “salto de distância”. Vou ser claro na minha tese: O Brasil nunca será um país desenvolvido. Por quê? Perguntará o patriótico leitor. Respondo: porque nossa população jamais fará jus ao desenvolvimento. Mas o que quer dizer esta afirmação? Quer dizer que nosso povo emperra o desenvolvimento através do firme arraigamento a toda sorte de fator cultural terceiro-mundista.

Primeiro, nos países desenvolvidos a maioria da população utiliza, no dia a dia, a educação que recebeu em casa e na escola. Coisas simples como não jogar lixo no chão ou não destruir o patrimônio público parecem nunca “entrar” na cabeça do nosso povo. Se não desperdiçássemos tanto reparando o estrago feito pelos próprios beneficiários, teríamos mais verbas para melhorar os serviços públicos prestados. Outro fator diferenciador é a forma como o setor público é encarado. No Brasil, serviço público é sinônimo de mordomia e salário alto sem precisar trabalhar. Além disto, os cargos públicos são loteados ao sabor dos interesses “do povo”. Mas do povo da casa do povo do Ministro, do secretário (estadual ou municipal), do desembargador etc. Ninguém pensa em colocar nestes cargos as pessoas mais capacitadas e talentosas. Desta maneira nunca teremos serviços públicos de qualidade capazes de atender às necessidades do contribuinte.

Não podemos deixar de comentar também sobre a participação política do povo brasileiro. Uma participação nula e, na maioria das vezes prejudicial ao Brasil. Quando o povo vai às urnas, vai para eleger políticos demagógicos que se aproveitam da desgraça, boa-fé e ingenuidade das pessoas para manipulá-las e obter poder e todos os acessórios que o poder permite. Estou falando, claro, dos irmãos metralha, do bandido casinha branca – que está tentando emplacar o filho – e congêneres. Eleger estes indivíduos oportunistas é prestar um desserviço tão grande ao Brasil que melhor seria dissolver o parlamento. A passividade do povo diante do inaceitável é outro fator determinante do subdesenvolvimento crônico da pátria mãe. Todas as vezes que os corruptos escapam da lei simplesmente nos resignamos e concordamos que “é assim mesmo”. Isto garante à futura geração de corruptos que a vasta saia da mãe impunidade continuará a ser abrigo seguro na crise. A inexistência de justiça também ajuda a manter o país chafurdando na lama subdesenvolvimentista.

São inúmeros os fatores que poderia descrever para demonstrar a dimensão da impossibilidade de alcançarmos o desenvolvimento. Mas vou resumir da seguinte forma: o povo brasileiro não deseja efetivamente o progresso, pois isso demandaria esforço, deseja sim ser “ajudado” com rancho, casa, novela, Boi Manaus e qualquer forma de ganhar sem esforço. Deste modo, jamais chegaremos a colher os frutos do progresso humano, pois parece que estaremos sempre esperando pela ação reparadora e paternalista do estado. Mesmo que 100% dos brasileiros alcancem as classes C e B não seremos desenvolvidos, seremos apenas menos pobres com alguns cobres a mais no bolso.

http://blogs.d24am.com/terrasemlei/2010/12/27/a-um-salto-do-desenvolvimento/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: