Tempestade de Ideias

Por Tiago Gabriel

Todas as organizações e pessoas passam por mudanças, querendo ou não, elas são obrigadas a se atualizarem, caso contrário sofrerão sérias conseqüências de um mercado cada vez mais exigente e insensível diante de quem para no tempo, causas convergentes da nova era, a Era da Informação.

Esses fatores condicionam a mudanças no ambiente externo e interno e a geração de ideias e inovações quem criem soluções para aumento da produtividade e eficiência, e a  redução de custos e despesas em uma organização, seja ela empresarial, pública ou familiar, otimizando, assim, seu funcionamento. Essas idéias não surgem facilmente, é necessário que pessoas a externem, e é preciso oferecer condições necessárias para isso. É, então, que surge o instrumento de captação de idéias, o chamado  Brainstorm.

A essência do Braisntorm é a realização de um encontro entre os membros de uma determinada organização, seja ela empresarial, pública ou familiar, criando um ambiente agradável para que as pessoas se sintam a vontade para externar ideias e soluções para alguma situação a ser melhorada e aprimorar o processo existente na mesma.

Nessa sessão de Brainstorm, também conhecida como Tempestade de Ideias, é necessário que haja um tema específico, a partir disso é importante ressaltar aos componentes que as criticas referentes as sugestões sejam adiadas até a última instância, com o intuito de não reprimir ou causar transtornos e debates desnecessários, o que pode tornar a reunião menos produtiva, pois, o maior empecilho para que as pessoas contribuam com sugestões é o medo da crítica feita pelos membros da organização.

Os membros participantes devem estar sentados de forma que todas possam ser visualizados, as idéias devem ser anotadas em um quadro negro ou em uma folha de papel para que se possa, ao final do tempo estabelecido ou quando as ideias tenham se exaurido, analisar e adaptar de acordo com as necessidades e capacidade da organização.

Então, como foi supramencionado, o Brainstorm é um instrumento de captação de ideias que venham possibilitar a otimização de uma atividade e processo de determinada organização, podendo ela ser aplicada, outrossim, na vida pessoal, fazendo autocrítica de seus atos e, perguntando de outras pessoas com que se relacione diariamente, quais seus defeitos que muitas vezes são imperceptíveis por você mesmo,  deixando-as livres para tecer sugestões de mudanças e críticas, evitando interrompê-la ou discordar das opiniões externadas para não intimidar ou reprimir quem analisa o cenário, nesse caso você.

2 responses to this post.

  1. Muito bom esse texto. Lembrei o tempo que trabalhei nas fábricas do PIM, agente fazia muitas reuniões destas. Muitas soluções saíram destas, e as vezes vinham daquela pessoa mais tímida e quieta de todos. Uma boa oportunidade para abrir o leque de sugestões e potencializar soluções.

    Responder

  2. Essa é uma ótima oportunidade para prospectar novas ideias para soluções de problemas, as pessoas sentem-se dispostas e valorizadas, além de não serem intimidadas por críticas que muitas vezes são irracionais. Obrigado pelo comentário, Xico!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: